• Tudo Holanda

Crime na Holanda: o sequestro de Gerrit-Jan Heijn

Quem visitar a Holanda conhecerá Albert Heijn, a maior cadeia de supermercados do país. Iniciado em 1887 por um homem chamado Albert Heijn, foi uma empresa familiar por muito tempo. Cem anos após a fundação da empresa, o drama atingiu a família Heijn: em 9 de setembro de 1987, Gerrit-Jan Heijn, neto do fundador Albert e um dos diretores da empresa, foi seqüestrado.

Heijn saiu de casa para ir ao dentista naquela manhã, mas ele nunca chegou a consulta e não voltou para casa naquela noite. Três dias depois, sua família recebeu uma carta explicando que uma gangue tinha seqüestrado o sr. Heijn. Um par de dias depois, uma fita cassete chegou com Heijn lendo um texto. Um resgate de 7,7 milhões de guilders holandeses (3,5 milhões de euros) em dinheiro e diamantes era exigido. A comunicação com os seqüestradores ocorreu por meio de anúncios em um jornal. Inicialmente, a família se recusou a pagar, mas em 16 de outubro eles receberam um pacote contendo o dedo minudinho cortado de Heijn. A família decidiu pagar e em 27 de novembro eles deixaram o dinheiro e os diamantes em um local combinado. E depois disso…? Nada.

A esposa de Gerrit-Jan Heijn fez um apelo na televisão, mas o marido não voltou para casa e nenhuma mensagem dos sequestradores chegou. O caso desapareceu lentamente da televisão e dos jornais. E então, de repente, em abril de 1988, uma prisão foi feita. E nesse ponto a verdade dramática ficou clara: Gerrit-Jan Heijn estava morto.

Um filme em inglês foi feito sobre esse caso dramático (The Clearing, com Robert Redford), então se você quiser vê-lo parem de ler! A polícia prendeu um homem só, Ferdi Elzas, que havia cometido o crime sozinho, morando com a família que não tinha ideia. Ferdi Elzas, desempregado, precisava de dinheiro para se vingar de antigos colegas. Ele era engenheiro e planejou meticulosamente o crime. Em 9 de setembro de 1987, ele ameaçou Heijn com uma arma, levou-o para uma floresta, gravou algumas fitas e depois o matou a sangue frio, enterrando o corpo após de cortar o dedo minudinho que ele depois mantinha em sua geladeira em casa.

Ele foi pego quando gastou parte do dinheiro, que foi marcado e monitorado pela polícia. Ele foi condenado a 20 anos de prisão e a uma avaliação psiquiátrica. Ele foi libertado em 2001 e morreu oito anos depois em um acidente de carro.

#crimenaholanda #curiosidadesdaholanda #holanda

4 visualizações
 

©2020 by Tudo Holanda. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now