• Tudo Holanda

Crime na Holanda 2: O desaparecimento de Natalee Holloway

Em nossa série sobre crimes na Holanda, hoje vamos para a parte mais exótica deste país: Aruba. Aruba é uma ilha no Caribe e oficialmente um país dentro do reino dos Países Baixos, como a vizinha ilha de Curaçao. Em 30 de maio de 2005, ocorreu um evento que ganhou as manchetes nos EUA e na Holanda pelos meses e até anos seguintes: o desaparecimento de Natalee Holloway.

Natalee era uma jovem de 18 anos do Alabama, EUA, que estava de férias em Aruba com seus colegas depois de se formar no high school. Em sua última noite na ilha, ela festejou e foi vista pela última vez por volta de 1h30 da manhã, perto da balada Carlos’n Charlie, sentada em um carro com o holandês Joran van der Sloot e os irmãos Kalpoe. No dia seguinte, Holloway não apareceu em seu voo para casa e uma operação intensiva de busca na pequena ilha começou. Van der Sloot e os irmãos Kalpoe foram detidos para interrogatório pela polícia várias vezes e centenas de policiais, militares e voluntários procuraram em toda a ilha. Agentes do FBI se juntaram à busca, e aviões F16 holandeses com câmeras especiais voaram sobre a ilha, mas nenhum traço foi encontrado de Natalee Holloway. Van der Sloot permaneceu como suspeito, mas negou qualquer envolvimento, alegando que ele deixou Holloway perto de seu hotel.

Com o tempo, várias prisões foram feitas, mas nenhuma nova evidência foi apresentada e Holloway não foi encontrada. A família de Holloway culpou as autoridades locais de Aruba por não fazer o suficiente, a polícia de Aruba alegou que Holooway estava bêbada naquela noite e provavelmente sob a influência de drogas (que a família negou), mas o caso permaneceu sem solução. A mãe de Natalee escreveu um livro, assim como suspeitava de Joran van der Sloot.


Em 31 de janeiro de 2008, Peter R de Vries, o mais proeminente repórter criminal da Holanda, afirmou que resolveu o caso. Ele anunciou no programa de TV que foi ao ar em 3 de fevereiro: Van der Sloot se mudou para a Holanda e fez um novo amigo (que na verdade estava colaborando com o repórter criminal). O falso amigo ganhou a confiança de Van der Sloot e finalmente eles conversaram sobre o que aconteceu na noite do desaparecimento de Natalee. Claro, tudo isso foi filmado secretamente e as filmagens foram mostradas no programa.Van de Sloot afirma que os irmãos Kalpoe deixaram Natalee e ele em uma remota e isolada praia, onde Van der Sloot e Holloway ficaram íntimos. Em algum momento, Holloway perdeu a consciência e Van der Sloot achou que ela tinha uma overdose de drogas. Ela morreu. Ele diz que entrou em pânico e decidiu não informar as autoridades, mas foi até uma cabine telefônica a uma milha de distância para ligar para um amigo com um barco, que então pegou o corpo e jogou no mar. Embora o repórter De Vries estivesse satisfeito com a história, o amigo com o barco e o barco em si nunca foram localizados, e tudo isso poderia ser outra história inventada por Van der Sloot. Holloway ainda não foi encontrada e foi oficialmente declarada morta em 2012.Van der Sloot contou outras histórias mais tarde, sobre despejar o corpo em um pântano, mas provavelmente nunca saberemos a verdade. Van der Sloot passou algum tempo na Holanda, em seguida, foi viajar e em 30 de maio de 2010 ele estava em um hotel em Lima, Peru, onde passou um tempo com a menina local Stephany Flores Ramirez. Ele alega que ela encontrou arquivos privados relacionados ao desaparecimento de Holloway em seu laptop, após o que uma briga começou. Ele a matou. Ele fugiu, mas foi preso no Chile e extraditado. Ele está atualmente cumprindo uma sentença de 28 anos no Peru.

#crimenaholanda #curiosidadesdaholanda #holanda

55 visualizações
 

©2020 by Tudo Holanda. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now